10 DE KISLEV - DIA DA LIBERTAÇÃO DO SEGUNDO RABI DE LUBAVITCH.

DIA DA LIBERTAÇÃO DO SEGUNDO RABI DE LUBAVITCH.

Em Chol Hamoed, durante os dias intermediários de SukoT no ano Tof-Kuf-Pey-Zayin, 5587, EM 1826, o Rabi e os Chassidim descobriram que alguém muito ruim e intimo do segundo Rabi de Lubavitch, INVENTOU E CONTOU aos membros da corte real russa coisas MUITO RUINS e extremamente perigosas sobre o RABI, O Mitteler,  NO INTUITO DE ENCARCERAR O RABI!!!! ISSO É MUITO GRAVE.

Na base de FALSAS acusações, poucos dias depois de Simchas Torá, (um dia depois do Shabat Bereishis, domingo, 28 de Tishrei), a polícia veio a Lubavitch para levar o Rebe para a prisão!!!!!

No caminho, eles pararam em Dobromysl e Lyozna, onde o Miteler Rebe disse discrusos muito profundos de Torah, maamorim!

Em seguida, eles levaram o Rebe Mitteler para Vitebsk, onde o mantiveram na prisão. Ele ficou na prisão até domingo, Parshas Vayishlach - Yud Kislev (hoje)!

DIA DA LIBERTAÇÃO DO SEGUNDO RABI DE LUBAVITCH.

Malversações e intrigas de alguém mal intencionado levou o Rabi na prisão e foi liberado....

Em Chol Hamoed, durante os dias intermediários de SukoT no ano Tof-Kuf-Pey-Zayin, 5587, EM 1826, o Rabi e os Chassidim descobriram que alguém muito ruim e intimo do segundo Rabi de Lubavitch, INVENTOU E CONTOU aos membros da corte real russa coisas MUITO RUINS e extremamente perigosas sobre o RABI, O Mitteler,  NO INTUITO DE ENCARCERAR O RABI!!!! ISSO É MUITO GRAVE.

Na base de FALSAS acusações, poucos dias depois de Simchas Torá, (um dia depois do Shabat Bereishis, domingo, 28 de Tishrei), a polícia veio a Lubavitch para levar o Rebe para a prisão!!!!!

No caminho, eles pararam em Dobromysl e Lyozna, onde o Miteler Rebe disse discrusos muito profundos de Torah, maamorim!

Em seguida, eles levaram o Rebe Mitteler para Vitebsk, onde o mantiveram na prisão. Ele ficou na prisão até domingo, Parshas Vayishlach - Yud Kislev (hoje)!

Após o “falecimento” histalkus do Alter Rebe, o primeiro Rabi DE lubavitch, o Mitteler Rebe estava em Krementchug.

Depois de se tornar Rabi, ele decidiu se mudar para Lubavitch.

É um costume dar dinheiro ao Rabi, chamado maamad. Antes da mudança para Lubavitch, os Chassidim deram uma grande quantidade de maamad para a mudança do Rabi.

Em vez de usá-lo para si mesmo, quando chegou a Lubavitch, o Miteler Rebe decidiu dar esse dinheiro para o tsedacá, caridade, para ajudar os que mais precisam.

Ele formou um grupo de três pessoas para distribuí-lo aos pobres.

Ele escreveu uma carta a um parente para lhe dizer como foi capaz de dar tanto dinheiro (3.000 ou 4.000 rublos) para os judeus que moravam em Eretz Israel!

Muitos anos depois, o filho deste homem encontrou aquela carta. Ele tinha inveja e ódio gratuito do Mitteler Rebe e decidiu arruinar a vida dele usando víeis ilícitos: ele falsificou aquela carta e com muito cuidado mudou os números da quantia de dinheiro de 3000 ou 4000 para  103.000 ou 104.000 rublos! Em seguida, ele mostrou a carta ao governo. Ele forjou falsas acusações contra o Rabi e “explicou” a corte imperial russa que o Mitteler Rebe devia estar planejando se rebelar contra o governo! “Deve ser por isso que ele arrecadou tanto dinheiro...” Segundo o mentiroso, o Rabi estava enviando dinheiro para o governo turco que era inimigo da Rússia, (o governo turco governava Eretz Yisrael na época). Ele também disse que o tamanho da sinagoga do Mitteler Rebe era como o tamanho do Templo Sagrado de Jerusalém, o Beis Hamikdash, então deve ser que ele queria ser rei! Estas alegações maldosas e inventadas bastavam para constituir um crime de lese majestade que requer pena de morte.

Mesmo quando o levaram para a prisão, trataram o Mitteler Rebe com muito respeito, kavod. Eles o deixaram dizer discursos de Torah, maamorim a caminho da prisão. Algumas semanas depois, eles disseram ao Mitteler Rebe que decidiram que ele não tinham nada de errado e o estavam deixando ir em liberdade - em Yud Kislev, 10 de Kislev.

Semelhante ao que sabemos sobre a data de 19 de kislve,  Yud-Tes Kislev, quando o Rebe Mitteler estava na prisão, era porque havia um decreto divino, kitrug em Shomayim, contra o hassidus do Rebe Mitteler. Quando ele foi libertado da prisão, foi porque também “no céu”,  em Shomayim, foi decidido que o hassidus do Mitteler Rebe deveria ser espalhado!  MAIS DO QUE ANTES, MAIS DO QUE NUNCA!!!! É por isso que o dia de Yud Kislev é Chag Hageulah do Mitteler Rebe. O DIA DA LIBERTAÇÃO, DIA DA REVOLUÇÃO!

10 DE KISLEV - DIA DA LIBERTAÇÃO DO SEGUNDO RABI DE LUBAVITCH.