2 de Tishrei, 1942 para Treblinka

A Rabbanit Sheina, a filha mais nova do Rabbi Rayats, foi levada para as câmaras de gás

Segundo dia de Rosh Hachana 5703-1942

A Rabbanit Sheina, a filha mais nova do Rabbi Rayats, foi levada para as câmaras de gás de Treblinka.

Quando o Rabbi Rayats deixou milagrosamente a Polônia, no início da segunda guerra mundial, ele quis que sua filha, a Rabbanit Sheina e seu marido, o Rav Menachem Mendel Horenstein o acompanhassem. Mas, isto não foi possível pois eles tinham nacionalidade polonesa. O Rabbi e os outros membros de sua família, em compensação, possuíam a nacionalidade Letônia e as autoridades permitiram que eles deixassem a Polônia.

Quando o Rabbi Rayats chegou aos Estados Unidos, ele tentou vários meios para que eles deixassem a Polônia . Na coletânea dos Iguerot Kodesh, estão várias cartas do Rabbi Rayats em relação a estas tentativas. Mas, parece que o decreto celeste era irrevogável. Com numerosos outros judeus poloneses, eles foram levados para Treblinka onde foram assassinados.

O Rabbidizia o Kaddish neste dia.

(Sefer Hamaamarim 5711; Iguerot Kodesh Rayats, tomo 5)