< Back

ELUL, O MÊS DO BALANÇO

FAZER AS CONTAS

Elul é o mês do balanço. No mundo material, um comerciante deve, para que seu comércio seja bem gerido e forneça um lucro considerável, efetuar um balanço de vez em quando e completar o que falta. O mesmo ocorre no domínio espiritual, no que se refere a Hashem. Ao longo do ano, os Judeus se dedicam à Torá, às Mitsvot, a forjar traços de personalidade positivos. Em Elul, prepara-se um balanço e cada um, de acordo com suas capacidades, se for um estudioso ou se tem uma atividade comercial, estabelece em sua alma uma conta fiel de tudo que ocorreu durante o ano.

Deve se ter consciência das próprias qualidades e reforçá-las, e conhecer os defeitos e consertá-los. Graças a uma preparação tão boa, se merecerá um ano bom e doce, tanto material quanto espiritualmente.

Hayom Yom do dia   27 Menachem Av

FAZER AS CONTAS

Em uma empresa, todos os dias, o proprietário anota o que comprou e quanto vendeu. No final do ano, ele examina seus papéis para ver o que ele fez certo e o que não funcionou, o que ele deveria continuar fazendo e o que ele precisa fazer de forma diferente para garantir que seu negócio funcione bem.

Também precisamos fazer isso com nosso “negócio” de ser um Yid: todos os dias, no final do dia, podemos passar alguns minutos por Kriyas Shema She'al Hamitah à noite e pensar sobre o que fizemos naquele dia (algumas pessoas vai até escrever algumas linhas!). No final do ano todo, pensamos no que aconteceu durante todo o ano - quais coisas foram boas e devemos continuar fazendo (e até mesmo melhorar), e o que não foi tão bom e precisa ser mudado.

Descobrir como fazer melhor é uma maneira perfeita de se preparar para Rosh Hashaná e para Hashem nos dar um Shana Tova Umesuka! Isso é feito no mês de Elul.

Todos tem AQUELE potencial, É SÓ QUERER!!!

Para descrever a qualidade do gênero humano, se usam quatro termos:

- “Adam” caracteriza a elevação moral e intelectual.

- “Ish” designa as qualidades do coração e a emoção.

- “Enosh” faz alusão àquele que é fraco, por seu intelecto, por seus sentimentos, ou até pelos dois ao mesmo tempo.

- “Guever” é aquele que vence a sua fraqueza para transpor as barreiras e os obstáculos, com a finalidade de obter a elevação intelectual ou sentimental.

Deste modo, “ Guever” transforma “Enoch” para elevá-lo ao status de “Ish” ou de “Adam”.

Na medida em que “Enosh” pode se tornar “Ish” ou “Adam”, está claro que aquele que conhece o estado de “Enosh” possui de antemão e desde já todas as qualidades de “Ish” e de “Adam”.

Hayom Yom do dia 4 Elul


"Aquele que é baixo e grosseiro não percebe sua própria baixeza e sua própria grossura. Hayom yom do dia  20 de Elul"

Anterior
Próximo